Memórias do AHR: Ensino Superior
02 de maio de 2011

Os Pimórdios do Ensino Superior em Passo Fundo

       Para compreender a trajetória do ensino superior em Passo Fundo vale destacar que até a década de 1950 o estado do Rio Grande do Sul contava com cursos superiores somente nas cidades de Porto Alegre e Pelotas. Dessa forma, eram poucos os alunos que freqüentavam o terceiro grau, seja por dificuldades financeiras, pelo número de candidatos que excedia o número de vagas, ou ainda pelo difícil acesso às referidas universidades. Ou seja, cursar o ensino superior no Rio Grande do Sul consistia em um privilégio para poucos interioranos.
   
       Na década de 1950, Passo Fundo, cidade pólo do noroeste do estado sulino, apresentou um forte crescimento populacional e econômico, passando a contar com uma população de aproximadamente 50 mil habitantes. Tal situação demográfica seria, mais tarde, um dos vetores para a criação de uma universidade também nesta região.
   
       Em razão das necessidades de maior escolarização em Passo Fundo, foram criadas duas entidades locais como mantenedoras do ensino superior, a Sociedade Pró-Universidade de Passo Fundo (SPU), em 1950, que fora dirigida pelo Dr. Cesar José dos Santos, e o Consórcio Universitário Católico de Passo Fundo (CUC) em 1958, liderada pelo bispo dom Cláudio Colling. A SPU instalou e manteve as Faculdades de Direito, Economia, Odontologia e o Instituto de Belas Artes. Já o CUC instaurou a Faculdade de Filosofia, com os cursos de Filosofia, Pedagogia, Letras, Ciências Naturais e Estudos Sociais.
   
       No ano de 1967, a SPU e o CUC uniram-se para criar a Universidade de Passo Fundo (UPF). Em 02 de abril de 1968, essa universidade foi oficialmente instalada, com sua primeira reitoria composta por Murilo Coutinho Annes, reitor, Elydo Alcides Guareschi, vice-reitor acadêmico, e Alcione Niederauer Corrêa, vice-reitor administrativo. A instalação da UPF representou uma expressiva vitória para as inúmeras pessoas que tanto se dedicaram pela sua fundação. Com o passar dos anos, a UPF, tornou-se multicampi, ampliando sua área de atuação com cursos descentralizados nos municípios de Carazinho, Casca, Lagoa Vermelha, Palmeira das Missões, Soledade e Sarandi. A Universidade, mantida pela Fundação Universidade de Passo Fundo, continua representando uma possibilidade de estudo, formação e vida melhor para muitas pessoas da região.


Andresa Regina Lazari
Acadêmica do Curso de História da UPF
Fonte: Acervo AHR


Para ler outros textos de MEMÓRIAS DO AHR... clique aqui

< Anterior   Próximo >